Dieta pós-parto cesárea para emagrecer depois da gravidez

Não perca neste artigo a melhores de todas as formas de Dieta pós-parto cesárea para emagrecer depois da gravidez.

Dieta pós-parto cesárea para emagrecer depois da gravidez! Atenção, ante de seguir para este tipo de dieta você precisa da autorização do médico. Comece a fazer dieta restritiva apenas após acabar o ciclo da amamentação.

Após o parto as mamães também precisam ficar atentas ao que compram nos supermercados, a fim de evitar alimentos industrializados que são cheios de conservantes e podem prejudicar a qualidade do leite oferecido ao bebê.

Procure sempre alimentos naturais e se alimente de comida de verdade.

Além disso, é necessário priorizar a forma como a comida é feita. Cozidos e assados são ótimas alternativas às frituras, que são bastante gordurosas e prejudicam a saúde da mãe e consequentemente do bebê.

Uma vez que você deseja emagrecer se faz necessário evitar a todo o custo todos os tipos de frituras e alimentos não considerados saudáveis, principalmente no início, quando você começa a dieta pós-parto cesárea!

Segredos revelados dieta pós cesárea!

Abaixo existe um link que direciona você para o melhor artigo da internet com dicas completas de dieta pós-parto.

Acesse agora: Dieta pós-parto cesárea em todos os detalhes

Perder barriga pós-parto

A seguir conheça algumas dicas de dietas e exercícios físicos para mulheres que desejam perder barriga pós-parto de uma maneira segura!

A seguir conheça algumas dicas de dietas e exercícios físicos para mulheres que desejam perder barriga pós-parto de uma maneira segura!

Dieta Dukan: perder barriga pós-parto

A dieta Dukan, por exemplo, é dividida em quatro formas e tem como objetivo a reeducação alimentar, sem restrição de alimentos ao final do processo. Mas como funciona isso?

Na primeira fase você ingere alimentos ricos em proteínas, podendo comê-los à vontade. Isso por aproximadamente duas semanas.

Depois você deve acrescentar vegetais às proteínas e dar sequência por mais 15 dias. E é aqui que começa a fase da reeducação.

Na terceira etapa são necessários pães integrais, queijos e carboidratos. Mas tudo de forma moderada.

Ao final da dieta, após dois meses, é ideal que você já seja capaz de se alimentar corretamente, com horários fixos, boa fonte de vitaminas e proteínas. Funciona para perder barriga pós-parto.

Dieta do carboidrato

Já a dieta do carboidrato consiste no menor consumo da substância. Como estamos acostumados a ingerir carboidratos diariamente acaba sendo criada a massa no nosso corpo, o que leva ao ganho de peso.

Essa dieta se baseia em diminuir o carboidrato, já que ele é necessário nas refeições, e substituir o excesso por outros alimentos que não tenham carboidratos.

Dieta Detox: melhores dicas para perder peso

Também entre as melhores dietas para perder peso está a dieta detox. Ela é feita apenas com ingestão de líquidos ricos em proteínas e vitaminas.

O ideal é se alimentar a cada duas horas desses líquidos – pode ser suco de limão, melancia, sopas, sucos de vegetais, frutas ou soros – nos primeiros dois dias.

Só depois é preciso iniciar o processo da ingestão de alimentos ricos em fibras, águas e antioxidantes. No vigésimo primeiro dia da diet você pode retomar o consumo de outros alimentos, intercalando com a dieta detox, para não perder o ritmo.

Contudo, não adianta fazer apenas dieta para perder barriga pós-parto. Você também precisa praticar os melhores exercícios para perder barriga pós-parto.

CARDÁPIO SAUDÁVEL PARA UMA BOA SAÚDE

Quem consegue resistir a um delicioso sorvete ou a uma massa bem elaborada? Ou a um delicioso cachorro quente? Alguns alimentos industrializados conseguem ser tão saborosos para nosso paladar, que fica difícil evitar, mas e o lado nutricional, onde fica?

É importante salientar que alguns destes alimentos não precisam ser eliminados do seu cardápio, principalmente se for algo que você goste muito. O que deve ser feito, é a dosagem correta de cada alimento, evitando assim os excessos. Porque não escolher algum alimento de sua preferência e saboreá-lo uma vez por semana em pequena quantidade, em vez de se empanturrar de guloseimas a toda hora?! Começar por essa mudança já traz uma diferença enorme na balança!

E como o assunto é saúde e nutrição, abaixo você vai encontrar opções de ingredientes magros e ricos em proteínas, para todas as refeições.

Em primeiro lugar, prepare-se para comer seis vezes ao dia, ou seja refeições mais leves, mais vezes ao dia. Comendo de três em três horas você não sobrecarrega o organismo, acelera o metabolismo, o que proporciona alta queima calórica e ainda de quebra você não fica morrendo de fome por aí e abusando nas principais refeições.

O que é liberado?

  • Pães e arroz integrais

  • Grãos integrais e leguminosas

  • Proteínas magras

  • Legumes e verduras

  • Frutas

O que é barrado?

  • Doces

  • Comidas preparadas com farinha refinada

  • Arroz branco e macarrão branco

  • Refrigerantes

  • Álcool

CARDÁPIO:

CAFÉ DA MANHÃ

Café da manhã
Café da manhã

Sugestão 1: 1/2 mamão papaia batido com 1 copo de leite desnatado + 2 pedaços de pão integral light com + 1 pedaço de ricota e 1 colheres (chá) de mel.

Sugestão 2: 1 xícara (chá) de café com leite desnatado + 1 pão integral com 1 ovo.

Sugestão 3: 1 iogurte desnatado misturado com 2 colheres de cereal integral, sem açúcar + 6 morangos.

LANCHE DA MANHÃ

Sugestão 1: 1 banana em rodelas misturada com 1 colheres de aveia.

Sugestão 2: 1 iogurte natural desnatado com + 1 colheres de granola.

Sugestão 3: 1 porção de castanha-do-pará picada + semente de girassol + damasco + uva-passa.

ALMOÇO

Sugestão 1: 1 porção de salada de alface, tomate e cenoura ralada + 2 colheres de arroz integral + 2 pedaços de maminha ou lagarto assado + 3 ramos de brócolis + fruta.

Sugestão 2: 1 porção de salada verde + 2 colheres de arroz + 7 grãos ou integral + 1 filé de frango grelhado + 1 pires de abobrinha refogada + fruta.

Sugestão 3: 1 porção de salada de rúcula, alface-americana e tomate + 1 filé + 2 colheres de purê de batatas +1 porção de espinafre refogado + fruta.

LANCHE DA TARDE

Sugestão 1: 2 torradas integrais com 2 colheres de requeijão light e 2 colheres (chá) de geleia de morango ou framboesa diet.

Sugestão 2: 2 pedaços de pão integral light com 1 pedaço de queijo branco + 2 pedaços de peito de peru defumado, tomate e alface.

Sugestão 3: 1 iogurte natural desnatado misturado com + 1 ameixa seca e 2 colheres de granola.

JANTAR

Sugestão 1: 1 porção de salada verde+ 1 filé.

Sugestão 2: 1 porção de salada verde + 1 omelete feita com 1 ovo inteiro + 1 clara + 3 pedaços de peito de peru e tomate picado.

Sugestão 3: 1 porção de salada de folhas, tomate, cenoura, palmito e salsão ou outros legumes à sua escolha + 1 berinjela recheada com carne moída.

CEIA

Sugestão 1: 1 pedaço de queijo branco com + 1 colheres (sobremesa) de geleia.

Sugestão 2: 1 iogurte light.

Sugestão 3: 2 rolinhos de mozarela light com peito de peru.

  • Café e chá à vontade, desde eu seja sem açúcar.

  • Dê preferência em temperar sua salada com limão e azeite.

Esse é mais um cardápio saudável para fortalecer sua saúde!

Bom apetite!

10 dicas de dietas

Fazer o uso de diversas dietas da moda  se torna realmente muito difícil de ser aplicadas no dia-a-dia e mais difícil de seguir religiosamente quando se tem uma vida muito agitada.  Sendo assim, mesmo que você consiga seguir uma dieta restritiva e conseguir observar os resultados quase imediatos,  a mais dura realidade  é que quando terminar a dieta, o peso que perdeu vai invariavelmente voltar.  Sendo assim, nesse artigo você confere 10 dicas de truques que funcionam em qualquer dieta e que você pode aplicar no seu dia a dia para que esse peso eliminado não voltem mais.

De olho na quantidade de alimentos de você come.

É muito importante saber controlar a quantidade de alimentos  que você consome de forma sensata, sendo assim, consuma porções de comida que vão de encontro às suas necessidades alimentares e nem de mais, nem de menos.

Beba água.

Beber bastante água todos os dias é sem dúvida uma das melhores dicas de dietas para emagrecer ou manter o peso perdido, ou seja, é um excelente substituto para qualquer outra bebida, principalmente aquelas que engordam. Para além de assegurar os nossos níveis de hidratação, o consumo de água é saciante, o que nos deixa com menos fome.

Alimentos com poucas calorias.

Em relação aos alimentos que combatem a gordura, você deve apostar nesta trilogia que, para além de ser pouco calórica, tem uma enorme variedade de opções saborosas e saudáveis para oferecer: fruta, legumes e cereais integrais.

Faça pequenas refeições de 5 a 6 vezes ao dia.

Uma das melhores dicas de dieta para você emagrecer e conseguir manter o peso sob controle é fazer várias e pequenas refeições ao longo do dia, em vez de três refeições pesadas. Os lanches são uma excelente maneira de saciar o apetite, manter os níveis de energia elevados e evitar os “ataques de fome” na hora das refeições principais. Também aqui é necessário escolher inteligentemente os snacks  onde você deve procurar por alternativas saborosas e pouco calóricas.

Leia sempre as informações Nutricionais dos alimentos

Uma coisa que é importante aprender durante o seu processo de emagrecimento é  a ler informação nutricional dos rótulos alimentares  de modo que lá você encontrará tudo o que precisa para controlar o consumo de calorias, para regular as porções e tornar mais saudável a sua alimentação. Saber exatamente o que comemos é essencial para manter a boa forma.

Se alimente de maneira inteligente.

Ter uma alimentação saudável promove inúmeros benefícios tanto ao nosso corpo quanto a nossa mente, mas nem sempre é fácil eliminar as nossas comidas e guloseimas preferidas do dia-a-dia.  Sendo assim, reduza as quantidades  de guloseimas aos poucos , começando a cortar para metade, depois para um terço, depois para um quarto e assim sucessivamente até eliminar definitivamente os alimentos altamente calóricos, gordurosos e pobres em nutrientes.

Invista no consumo de fibras

Invista no consumo de fibras  na sua dieta no dia a dia, pois as fibras são altamente inibidoras de um apetite descontrolado, ou seja, não nos deixa com a sensação de fome e mantém os níveis de açúcar equilibrados, o que evita o desejo por doces e a vontade de comer demais.

Se movimente.

Todas as dicas de dietas só são validas a partir do momento que você se habitua pela prática regular de algum tipo de exercício físico. Para além de todos os benefícios de saúde que o exercício físico traz, é a fórmula secreta para perder peso e mantê-lo longe. Comece pequeno, com uma caminhada diária de 15 minutos, por exemplo, e vá aumentando o seu tempo de ginástica aos poucos. Aprenda a manter o seu plano de fitness – é apenas uma questão de hábito, uma questão de saúde.

Tenha oito horas de sono todos os dias

Hoje em dia existem inúmeros estudos científicos que estabelecem uma real conexão entre a insuficiência de horas de sono com o aumento de peso e o cansaço com a vontade de comer excessivamente. Garanta as suas oito horas de sono diárias para manter os quilos a mais bem longe.

Faça um diário sobre tudo que você come.

Escreva sobre tudo aquilo que come todos os dias de modo que essa atitude é uma excelente maneira de perceber onde é que está a cometer os seus maiores “pecados alimentares” e corrigi-los.

Alimentos para perder peso

Alimentos para perder peso
Alimentos para perder peso

Obviamente você já deve ter ouvido e lido a respeito de alimentos que servem para perder peso como beber água gelada ou beber chá verde diariamente, comer alguns tipos de pimenta,  consumir gengibre e se alimentar de produtos que contenham ômega 3  são considerados ótimos itens para acelerar o metabolismo se tornando os principais alimentos para perder peso.

Basicamente, uma dieta saudável  deve abrigar todos os nutrientes que o seu corpo necessita para funcionar  perfeitamente trazendo assim alguns alimentos que ajudam a emagrecer. Esses alimentos para perder peso a fome, aumentam o metabolismo e auxiliam na queima de gordura. Confira a lista dos 10 maiores aliados do seu regime e da sua saúde.

Nos dias de hoje, o ato de se torturar com dietas e exercícios onde geralmente você passa fome  não existe mais de modo que a verdadeira resposta para perder peso com sucesso é ser feliz na sua escolha. A partir do momento que as escolhas feitas para perder peso for muito desagradável, mais difícil será para alcançar esse objetivo.

Sendo assim, para emagrecer é preciso primeiramente focar sua mente para a  criação de uma dieta sustentável,  de modo que você possa desfrutar e ao mesmo tempo estimular o processo de perder peso. Dessa forma, você pode começar com a escolha dos alimentos, e agora te apresentamos 6 deles, considerados os melhores alimentos para perder peso.

  • Aveia 

A aveia está no top da lista dos alimentos para perder peso de modo que além de controlar a fome, a aveia auxilia o seu corpo a eliminar as toxinas que não faz bem. A aveia é uma fonte rica em fibras solúveis, que ficam mais tempo no estômago e se transformam em gel, atraindo as moléculas de açúcar e gordura, que são eliminadas pelas fezes.

  • Salmão

O Salmão é um dos mais famosos alimentos para emagrecer de modo que as suas proteínas magras aumentam a sensação de saciedade, mas apenas 50% das mulheres comem este nutriente regularmente. O salmão, além de não possuir as gorduras saturadas presentes na carne vermelha, é rico em ômega 3, substância que promete melhorar a memória, concentração e diminuir os níveis de estresse.

  • Arroz integral

Fazer a substituição do uso o arroz branco pelo uso do arroz integral é uma troca pra lá de inteligente. Meia xícara do grão integral contém 1,7 g de amido resistente, um carboidrato saudável, que ajuda o metabolismo a queimar gorduras e fornece bastante energia.

  • Feijão

O feijão é um ótimo alimento para perder peso, pois possui uma alta concentração de fibra solúvel, que prolonga a sensação de saciedade. Uma concha de feijão por dia é o suficiente.

  • Quinoa

A quinoa é um grão com uma fonte rica em proteínas e fibras, tem baixo índice glicêmico e não contém glúten.  A pera proporciona uma  saciedade prolongada e fornecem energia, pois seus carboidratos são metabolizados lentamente.

  • Pera

A pera é uma das dicas de alimentos para emagrecer de modo que ela  pode fornecer até 15% da quantidade diária recomendada de fibras e a maior parte delas está na casca. Um estudo revelou que mulheres que comeram três peras por dia, consumiam menos calorias e perdiam mais peso.

  • Chá-verde

O chá verde está classificado como um dos principais alimentos para perder peso, pois os antioxidantes contidos na bebida desintoxicam e desincham o corpo e ajudar a queimar gordura. O chá  verde é conhecido como um dos alimentos que aceleram o metabolismo e melhora a digestão, mas para sentir todos esses efeitos não vale tomar só dois golinhos: pode incluir cinco xícaras na dieta diariamente.

  • Banana

A banana é considerada um superalimento, pois além de ajudar a emagrecer faz bem ao coração. Uma banana média um pouco mais verde acelera o metabolismo devido aos 12,5 g de amido. Quando madura, ela ainda apresenta 5 g do nutriente.

  • Iogurte natural

As “bactérias do bem” que estão sempre presentes no iogurte tornando um dos melhores alimentos para perder peso, pois melhoram o funcionamento da flora intestinal e a absorção de nutrientes de modo que você sente menos fome, a barriguinha desincha e o metabolismo fica mais acelerado.

  • Chocolate amargo

Mediante a realização de uma  pesquisa científica feita na Dinamarca  foi apontado que as pessoas que consomem um pedaço do doce amargo pela manhã , elas fazem um 15% menos calorias ao longo do dia. Isso sem contar que, o chocolate amargo é rico em gorduras monoinsaturadas, saudáveis para queimar gorduras.

Outras dicas para manter o metabolismo acelerado:

– Fracionar as refeições entre cinco e seis vezes ao dia;

– Comer devagar e mastigar bem os alimentos;

– Reduzir o consumo de alimentos gordurosos e ricos em açúcar e farinhas refinadas;

Aprenda a fazer as melhores dietas

Existem muitas dietas

São basicamente infinitas as dietas que existem. Algumas entram na moda por certo tempo, fazem um monte de gente emagrecer, outro monte de gente não emagrecer e aí se acabam seus 15 minutos de fama. Há aquelas dietas que existem há muito tempo e todo mundo, de tantas gerações já fez muitas vezes na vida, como a dieta da Lua, que já ganhou até piadinha (você pode comer tudo menos a lua) ou a dieta da sopa (deu sopa? Eu como).

Você já tentou quantas?

Provavelmente, muitas pessoas vão responder: todas.

Quem tem problemas com a balança já tentou de tudo… Mas infelizmente, muitas vezes, mesmo que se consiga emagrecer, os quilinhos acabam voltando…

Conhecimento

            Um dos aspectos positivos de ter no currículo tantas tentativas de emagrecimento é que você já adquiriu uma infinidade de informações sobre como emagrecer (e como não emagrecer).

Esse conhecimento todo acumulado faz com que você tenha mais chances de se sair bem na próxima dieta.

E não digo apenas os conhecimentos sobre nutrição humana e saúde. Há também o principal: o conhecimento que você adquire sobre você, sobre seu corpo, sobre o que você prefere e o que você dispensa numa dieta, um caminhão de aspectos muito relevantes na hora da escolha.

A escolha

Dentre tantas opções de dietas, métodos, médicos, receitas caseiras, dietas da moda etc, como escolher a forma mais adequada para emagrecer?

Siga sua intuição

            Você é seu melhor parâmetro para decidir como quer emagrecer. Cuidado com as escolhas que demonstram que, na verdade, você está querendo se punir pelo “pecado” de estar acima do peso. Há pessoas que afirmam que só conseguem emagrecer se estiverem sofrendo para isso. Fuja desse tipo de comportamento. Muito provavelmente sua vida não é perfeita, então, para quê escolher reduzir a zero uma das suas fontes de prazer?

Analise várias opções com base nas diretrizes que cada dieta propõe. Veja qual delas cabe no seu dia a dia. Certifique-se de que você não vai precisar sofrer excessivamente.

Quanto maior o sofrimento numa dieta, mais tentador se torna o pote de Nutella.

Aprenda a fazer as melhores dietas2
Aprenda a fazer as melhores dietas

Não precisa passar fome para emagrecer

Não mergulhe de cabeça em nenhuma dieta que proponha fome. Passar fome é uma agressão ao seu corpo, que responde, se defendendo através de um mecanismo que aumenta a produção de reservas energéticas (sim, os pneuzinhos…).

Deu dor de cabeça? Analise melhor essa dieta… Pode acontecer de você sentir dor de cabeça ao iniciar uma dieta se você não estiver ingerindo uma quantidade suficiente de água. Se a dor persistir, obedeça a seu corpo e mude de estratégia.

Ficar muito tempo sem comer para emagrecer cria uma conexão no nosso inconsciente, que passa a associar o emagrecer com a escassez… Passar fome alimenta seu autossabotador.

Não deixe de comer nada

Não exclua absolutamente nenhum grupo de alimentos da sua dieta. Na falta de carboidratos, por exemplo, o corpo não consegue absorver os outros alimentos; emagrece rapidinho porque, na verdade, a pessoa está definhando. Pergunta idiota: vale a pena morrer para emagrecer?

O ser humano é um animal onívoro, isso quer dizer que nosso organismo só pode funcionar adequadamente quando ingerimos todos os grupos de alimentos.

Garanta uma alimentação variada

 Não é muito bom para a saúde comer sempre a mesma coisa. Nós tiramos os nutrientes dos alimentos, mas nenhum alimento é completo; somente comendo de tudo podemos garantir um bom processo de emagrecimento.

Dietas que permitem que você coma só ovo ou só batata ou só alimentos amarelos ou sei lá causam traumas… Tenho amigas que não podem ouvir falar em inhame… Enjoar da dieta também é um excelente convite para o brigadeiro…

Confira os resultados

 Estando num processo de emagrecimento, suba na balança uma vez por semana para conferir como está indo sua evolução. Mas não faça da balança seu único referencial. Use as roupas, a fita métrica, o espelho e outras formas externas de ver os resultados; e mais importante: repare como está sua disposição. Só se atinge um bom resultado quando a dieta não rouba sua energia.

Foco

O foco de toda dieta deve ser garantir emagrecimento com saúde, disposição, bem-estar (sem sofrimentos) e qualidade de vida (durante e depois da dieta).

Como funciona a dieta mediterrânea

A dieta mediterrânea

E assim chamada por seguir os hábitos alimentares dos países banhados pelo Mar Mediterrâneo, como:

-Egito;

-Espanha;

-Grécia;

-Itália;

-Líbano;

-Líbia

-Marrocos;

-Turquia.

Em comum, esses países têm o clima, o tipo de solo, fatores que influenciaram o desenvolvimento da agricultura, moldando a forma de vida dessas populações.

Como funciona a dieta mediterrânea
Como funciona a dieta mediterrânea

Alimentos benéficos

            De acordo com a dieta mediterrânea, alguns alimentos devem estar sempre presentes na nossa alimentação.

A cada grupo de alimentos, os mais comuns na dieta mediterrânea são:

Carboidratos

No grupo dos carboidratos, a dieta mediterrânea preconiza o consumo de cereais. Os cereais são as mais indicadas fontes de carboidrato que o ser humano pode consumir. É do carboidrato que vem a energia responsável pelo funcionamento do nosso organismo e sem ele, o corpo não consegue absorver outros nutrientes.

Entretanto, a quantidade e a qualidade dos carboidratos mais ingeridos pelas pessoas está equivocada, provocando doenças e obesidade, que já é um problema de ordem mundial.

Em vez de consumir produtos com um alto grau de industrialização, a dieta mediterrânea recomenda os integrais. Produtos integrais têm mais nutrientes e possuem fibras; isso faz com que a glicose chegue aos poucos e mais lentamente à corrente sanguínea, o que evita níveis extremos de açúcar no sangue.

Vinho tinto

            Toda bebida alcoólica é fonte de carboidrato. Na dieta mediterrânea, recomenda-se o consumo moderado de vinho tinto, que auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares.

É importante salientar que a quantidade de vinho não deve ultrapassar uma taça por dia; mais do que isso pode causar mais danos à saúde do que benefícios.

 

Como funciona a dieta mediterrânea
Como funciona a dieta mediterrânea

Gorduras

Apesar de associada à ideia de obesidade, a gordura deve, sim, fazer parte de uma alimentação saudável. Sem a ingestão de gordura, o corpo humano não é capaz de absorver as vitaminas lipossolúveis (A, D, E, K) e de produzir, por exemplo, os hormônios. É também papel da gordura proveniente da alimentação facilitar o funcionamento do intestino, ao lubrificar suas paredes.

Mas o que se recomenda não é o exagero que se vê dentre a maior parte das pessoas. As gorduras benéficas e recomendadas pela dieta mediterrânea são:

-o azeite de oliva;

-as oleaginosas.

-azeitonas;

-nozes;

-amêndoas.

Sob a dieta mediterrânea, devem ser evitados os alimentos ricos em gordura animal, como a carne vermelha.

Proteínas

Enquanto o consumo mundial de carboidratos costuma ser maior do que o necessário, o consumo de proteínas deixa a desejar. O corpo humano precisa de uma quantidade muito maior de proteína do que normalmente as pessoas acreditam.

Na dieta mediterrânea, as principais fontes de proteínas são:

Leite e seus derivados

O leite e seus derivados são fontes de proteínas de origem animal, cálcio e gordura (numa quantidade saudável).

Leguminosas

Das leguminosas vêm as proteínas de origem vegetal e as fibras, que auxiliam no combate e na prevenção do mau colesterol.

Peixes

Na dieta mediterrânea, não se consome a carne vermelha; é o peixe a principal fonte de proteínas. O peixe fornece muitos dos nutrientes importantes para a manutenção da saúde e não têm o excesso de gordura encontrado nas carnes vermelhas.

Fibras

Uma das características marcantes da dieta mediterrânea é o alto consumo de fibras. Todos os outros alimentos fornecem muitos nutrientes ao corpo e muito pouco deles chega ao intestino; para que o bolo fecal adquira volume suficiente para que o organismo acione o funcionamento adequado do intestino, é necessária a ingestão de uma grande quantidade de fibras.

As fibras também auxiliam na redução do colesterol ruim.

Na dieta mediterrânea, recomenda-se alto consumo de frutas e hortaliças.